Princípios

Os princípios da Educação Ambiental, apontados no Tratado de EA, têm sido ao longo dos anos, os fios condutores dos trabalhos realizados pelo Instituto Ecoar para Cidadania, em seus 22 anos de existência.

Os projetos desenvolvidos pelo Ecoar estão permanentemente imbuídos de uma intencionalidade emancipatória e mantém-se fiel a um compromisso filosófico com enfoque transformador no que se refere à relação dos seres humanos entre si e com a natureza. O envolvimento, a participação, o pertencimento, a autonomia e a emancipação do público alvo são foco e estratégia.

O entendimento de que as redes são as formas de organização social mais aptas a articular pessoas e grupos em torno de objetivos comuns de forma igualitária e democrática, sempre estiveram presentes no Ecoar. Nos anos mais recentes, a compreensão de rede como o padrão fundante que a natureza tem usado, há mais de 04 bilhões de anos, para sustentar a vida, reforça e amplia nossos esforços nesta direção.

Só é possível falar em sociedades sustentáveis quando também se contempla sua dimensão econômica, assim visando diminuir a iniquidade social do país, o Ecoar procura difundir uma nova maneira de pensar, produzir, gerar riquezas e de se relacionar, estimulando a criação, elaboração e implementação de projetos socioambientalmente corretos, promovendo sistematicamente cursos e seminários com comunidades de pequenos produtores e produtoras, associações e cooperativas, grupos de desempregados e subempregados, buscando capacitá-los para produzir sua própria fonte de trabalho e renda.

Fomentar a Cidadania Ativa faz parte da missão do Ecoar que, para tanto, busca criar canais de expressão de uma nova consciência cidadã/ecológica, dar suporte à militância ambientalista e fortalecer a iniciativa coletiva em relação às questões socioambientais.

O Ecoar entende que nas próximas décadas a sobrevivência da humanidade vai depender da nossa ecoalfabetização, ou seja, de nossa habilidade de extrair conhecimento da natureza, entender os princípios básicos da ecologia e de viver de acordo com eles. Para tanto, a educação das atuais e próximas gerações para a compreensão dos paradigmas que mantém o ciclo da vida faz-se imprescindível. 

O grande desafio que se coloca para a humanidade neste século XXI é  o de responder a questão de como vamos viver à luz do fato de que estamos todos entrelaçados em uma única e indivisível comunidade de vida altamente ameaçada pela enorme proporção que assumimos e por nossa absoluta falta de cuidado? 

Para construir uma resposta a esta questão, o Ecoar opta pela prática da Educação Ambiental para Sustentabilidade que deve objetivar e ser perpassada pela intencionalidade de promoção e pelo  desenvolvimento de conhecimentos, valores, atitudes, comportamentos e habilidades que contribuam para a sobrevivência - a nossa e de todas as espécies e sistemas naturais do planeta-, e para a emancipação humana. 

Entender o funcionamento da teia da vida em toda sua complexidade e perpassar o cotidiano dos humanos com seus princípios é o fio condutor da metodologia que utilizamos em nossos cursos, seminários, palestras e oficinas.

A Educação para Sustentabilidade é um processo continuado, permanente, com estratégias específicas que incluem a compreensão dos princípios ecológicos e do pensamento sistêmico.

Educar para a sustentabilidade, permeando cada atividade, cada projeto, com valores éticos como cooperação, solidariedade, generosidade, tolerância, dignidade, justiça e respeito à diversidade, de modo que estes valores perpassem o cotidiano das pessoas, são a missão e a razão de existir do Ecoar.