Brasil discute sustentabilidade ambiental em encontro na Costa Rica

02/11/2006

Juliane Sacerdote
Da Agência Brasil - Radiobrás

Brasília
- O Brasil enviou representantes dos ministérios do Meio Ambiente e da Educação para o encontro que se realiza desde o dia 31 de outubro em San José, na Costa Rica. Mais de 160 pessoas discutem a questão ambiental e o desenvolvimento sustentável, entre pesquisadores e representantes de empresas, universidades e organizações não-governamentais.

A delegação brasileira, segundo o Ministério do Meio Ambiente, vai propor no encontro, que termina hoje, quinta-feira (2), o reconhecimento do Tratado de Educação Ambiental para sociedades Sustentáveis e Responsabilidade Global, elaborado durante a Eco-92, realizada no Rio de Janeiro.

Desde essa época, avalia a coordenadora geral do Instituto Ecoar para a Cidadania, Mirian Duailibi, "muitos pontos melhoraram, mas a questão do aquecimento global, por exemplo, piorou nos últimos anos: os país industrializados aumentaram em 25% a emissão de gases poluentes, o desmatamento ainda ocorre de forma irresponsável".

Ela lembrou que os brasileiros também levarão à reunião na Costa Rica a Carta da Terra, que traça uma série de diretrizes envolvendo a questão ambiental. Sobre o Tratado, disse que "fazemos revisões periódicas, a última foi em abril desse ano, mas percebemos que o texto está muito atual, trazendo questões muito presentes hoje na nossa vida, questões centrais de sustentabilidade no desenvolvimento econômico". O documento, acrescentou, "foi o primeiro a trazer a noção de sociedade sustentável”.

Marcos Sorrentino, diretor de Educação Ambiental do Ministério, considera o Tratado uma "referência para os ambientalistas do Terceiro Mundo” e uma espécie de divisor de águas e início das preocupações com as questões do meio ambiente.

Para Mirian Duailibi, a piora em alguns pontos da questão ambiental é resultado direto do desinteresse de governos e empresas, principalmente dos países desenvolvidos. “Pouca coisa saiu do papel em 14 anos, mas na questão ambiental tudo está interligado, é uma grande cadeia”, diz.

Entre os pontos que avançaram, ela destacou o nível de conscientização da população: "As pessoas buscam, além das informações, formas de contribuir com o meio ambiente". E a queda, por dois anos consecutivos, nos índices de desmatamento no país.

Outras notícias:

19/12/2018
CAIXA POSTAL ECOAR
ENDEREÇO PARA CORRESPONDÊNCIAS PARA O ECOAR: CAIXA POSTAL 79626 - CEP.: 03064-970

30/11/2018
Instituto Ecoar colabora com o programa de sustentabilidade da Rio Tinto
A presidente do Ecoar, Miriam Duailibi, a convite da Rio Tinto, vem trabalhando presencialmente com a equipe do escritório de São Paulo e remotamente com a equipe de São Luís, questões relevantes para a sustentabilidade.

01/10/2018
Entrevista Miriam Duailibi TV Aparecida
Acesse o link e assista e entrevista.

26/09/2018
Observatório da Governança das Águas - OGA
Acesse e conheça o OGA. O INSTITUTO ECOAR FAZ PARTE DESSE OBSERVATÓRIO TÃO IMPORTANTE NO TEMA.

26/09/2018
MUDANÇAS CLIMÁTICAS - Notícias
Para saber mais sobre as mudanças climáticas em curso, clique no link do material elaborado pelo Instituto ClimaInfo ( www.climainfo.org.br ), organização na qual a presidente do Ecoar participa como conselheira.

18/09/2018
Guias de EA da ESEC Caetés e RVS Gurjaú
Elaborados os Guias de Educação Ambiental da Estação Ecológica de Caetés e do Refúgio da Vida Silvestre Matas do Gurjaú.

17/09/2018
REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES DO INSTITUTO ECOAR PARA A CIDADANIA
Com base no MROSC, desde 2017 o Ecoar instituiu o Regulamento Interno de Compras e Contratações. Acesse o link.

13/07/2018
Exposições Fotográficas Itinerantes PE
Ecoar realiza exposições fotográficas sobre Unidades de Conservação em Pernambuco

14/03/2018
Fórum Mundial da Água e Fórum Alternativo Mundial da Água
O Instituto Ecoar que compreende a água como direito e não mercadoria, estará participando ativamente do Fórum Mundial da Água que acontecerá em Brasília de 18 a 22 de março, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães e também do Fórum Alternativo Mundial da Água – FAMA, que terá lugar na Universidade de Brasília de 17 a 22 de março e da Vila Cidadã no estádio Mané Garrincha. Acompanhe nossa agenda

30/01/2018
ECOAR, SENAES e REDE VERDE SUSTENTÁVEL
Conheça o projeto Fortalecer e Organizar os Catadores da Região Metropolitana de São Paulo. Clique aqui para visitar o site do projeto!



Veja todas as notícias