2009 será um dos anos mais quentes já registrados na história

30/12/2008

LONDRES - O ano que vem será um dos cinco mais quentes já registrados, disseram cientistas climáticos britânicos na terça-feira.

A temperatura média mundial de 2009 deverá ficar 0,4 grau Celsius acima da média de longo prazo, apesar do resfriamento contínuo de grandes áreas do Oceano Pacífico, um fenômeno conhecido com La Niña.

Portanto, seria o ano mais quente desde 2005, de acordo com os pesquisadores do Met Office, que também disseram que há uma probabilidade crescente de temperaturas recordes depois do ano que vem.

Atualmente, o ano mais quente já registrado foi 1998, que teve temperaturas médias de 14,52 graus Celsius --bem acima da média de longo prazo entre 1961 e 1990 de 14 graus Celsius.

O calor daquele ano foi fortemente influenciado pelo El Niño, um aquecimento anormal da superfície do oceano no Pacífico tropical.

Existem inúmeras teorias sobre os mecanismos que causam El Niños e La Niñas, mas os cientistas concordam que esses fenômenos desempenham um papel cada vez mais importante nos padrões do clima do planeta.

A força dos ventos que sopram do leste para o oeste em todo o Pacífico equatorial é visto como um fator importante.

"O aquecimento em níveis recordes se torna provável quando um El Niño moderado se desenvolve", disse o professor Chris Folland, do Met Office. "Fenômenos como o El Niño e a La Niña tem uma influência significativa na temperatura de superfície mundial."

O professor Phil Jones, diretor de pesquisa climática da Universidade de East Anglia, disse que o aquecimento global não foi embora, a despeito do fato que em 2009, como em 2008, recordes não serão quebrados.

"O que importa é a taxa de aquecimento fundamental", disse ele.

Ele observou que a temperatura média entre 2001 e 2007 foi de 14,44 graus Celsius, 0,21 grau Celsius mais quente que os valores correspondentes entre 1991 e 2000.

(Reportagem de Christina Fincher)

Veículo: O Estado de S. Paulo
Seção: Primeira Página
Data: 30/12/2008
Estado: SP
Hora: 23:15:02
leia direto da fonte

Outras notícias:

19/12/2018
CAIXA POSTAL ECOAR
ENDEREÇO PARA CORRESPONDÊNCIAS PARA O ECOAR: CAIXA POSTAL 79626 - CEP.: 03064-970

30/11/2018
Instituto Ecoar colabora com o programa de sustentabilidade da Rio Tinto
A presidente do Ecoar, Miriam Duailibi, a convite da Rio Tinto, vem trabalhando presencialmente com a equipe do escritório de São Paulo e remotamente com a equipe de São Luís, questões relevantes para a sustentabilidade.

01/10/2018
Entrevista Miriam Duailibi TV Aparecida
Acesse o link e assista e entrevista.

26/09/2018
Observatório da Governança das Águas - OGA
Acesse e conheça o OGA. O INSTITUTO ECOAR FAZ PARTE DESSE OBSERVATÓRIO TÃO IMPORTANTE NO TEMA.

26/09/2018
MUDANÇAS CLIMÁTICAS - Notícias
Para saber mais sobre as mudanças climáticas em curso, clique no link do material elaborado pelo Instituto ClimaInfo ( www.climainfo.org.br ), organização na qual a presidente do Ecoar participa como conselheira.

18/09/2018
Guias de EA da ESEC Caetés e RVS Gurjaú
Elaborados os Guias de Educação Ambiental da Estação Ecológica de Caetés e do Refúgio da Vida Silvestre Matas do Gurjaú.

17/09/2018
REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES DO INSTITUTO ECOAR PARA A CIDADANIA
Com base no MROSC, desde 2017 o Ecoar instituiu o Regulamento Interno de Compras e Contratações. Acesse o link.

13/07/2018
Exposições Fotográficas Itinerantes PE
Ecoar realiza exposições fotográficas sobre Unidades de Conservação em Pernambuco

14/03/2018
Fórum Mundial da Água e Fórum Alternativo Mundial da Água
O Instituto Ecoar que compreende a água como direito e não mercadoria, estará participando ativamente do Fórum Mundial da Água que acontecerá em Brasília de 18 a 22 de março, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães e também do Fórum Alternativo Mundial da Água – FAMA, que terá lugar na Universidade de Brasília de 17 a 22 de março e da Vila Cidadã no estádio Mané Garrincha. Acompanhe nossa agenda

30/01/2018
ECOAR, SENAES e REDE VERDE SUSTENTÁVEL
Conheça o projeto Fortalecer e Organizar os Catadores da Região Metropolitana de São Paulo. Clique aqui para visitar o site do projeto!



Veja todas as notícias