Economia de baixas emissões de CO2 vale US$ 4,1 trilhões

17/03/2009

A economia mundial ligada a produtos e serviços ambientais e de baixas emissões (LCEGS), como as energias renováveis, energia nuclear, mercado de carbono e reciclagem, foi avaliada em US$ 4,1 trilhões em 2008 de acordo com um estudo encomendado pelo governo britânico.

Segundo os pesquisadores da Innovas, responsáveis pela análise, o setor movimentou US$ 151 bilhões apenas no Reino Unido em 2007/2008 e foi responsável por 880 mil empregos. Para se ter uma idéia, a economia britânica como um todo foi avaliada em US$ 2,2 trilhões no mesmo período. O Innovas previu ainda que haverá um crescimento de US$ 64 bilhões na próxima década e a criação de cerca de 400 mil empregos.

O relatório divide o setor de LCEGS em três partes: serviços ambientais tradicionais, como reciclagem e administração de água e lixo; renováveis, como eólica, solar e biomassa; e baixas emissões, incluindo energia nuclear, mercado de carbono e tecnologias de construção.

O estudo descobriu que as baixas emissões respondem por quase metade do setor de LCEGS, somando mais de US$ 1,9 trilhões. As energias renováveis são 31% (US$ 1,3 trilhões), enquanto as atividades ambientais tradicionais respondem pelos 21% restantes (US$ 930 bilhões).

O maior mercado para o setor é a Ásia, que representa 38% do total global, seguida pelas Américas, com 30%, e Europa 27%. Entretanto, o LCEGS é avaliado em US$ 890 bilhões nos EUA, a maior fatia de um único país. A China vem em segundo, com US$ 581 bilhões.

Estratégia

A pesquisa foi publicada no lançamento do projeto do governo britânico “Low-Carbon Business Strategy” (Estratégia de Negócios de Baixas Emissões), que tem o objetivo de guiar os esforços do país para tirar vantagem das oportunidades apresentadas pelas tecnologias baixas emissões e outras indústrias ambientais.


Em seu discurso no lançamento do projeto, o Secretário de Comércio do Reino Unido, Peter Madelson definiu a importância da iniciativa. “A indústria de baixas emissões não deveria ser um setor da economia, mas sim toda a nossa economia. O potencial do mercado global é imenso”.

O “Low-Carbon Business Strategy” visa incentivar quatro áreas fundamentais: eficiência energética; infra-estrutura para um futuro de baixas emissões; desenvolvimento e produção de veículos verdes; e tornar o Reino Unido um local atraente para investimentos e negócios de baixas emissões.

Para especialistas, o potencial britânico para se tornar um grande centro do pensamento das mudanças climáticas é muito promissor. Atualmente 30% de todos os investimentos em energia limpa da Europa são feitos no país.

“Infra-estrutura, laboratórios e mão-de-obra qualificada o Reino Unido já possui. Com o incremento da vontade política, parece natural que o país se torne um dos principais endereços para o investimento em novas tecnologias de baixas emissões”, conclui o presidente do St David`s Eco City Group, Andy Middleton.
(CarbonoBrasil)

Conheça Nossos Cursos




Outras notícias:

19/12/2018
CAIXA POSTAL ECOAR
ENDEREÇO PARA CORRESPONDÊNCIAS PARA O ECOAR: CAIXA POSTAL 79626 - CEP.: 03064-970

30/11/2018
Instituto Ecoar colabora com o programa de sustentabilidade da Rio Tinto
A presidente do Ecoar, Miriam Duailibi, a convite da Rio Tinto, vem trabalhando presencialmente com a equipe do escritório de São Paulo e remotamente com a equipe de São Luís, questões relevantes para a sustentabilidade.

01/10/2018
Entrevista Miriam Duailibi TV Aparecida
Acesse o link e assista e entrevista.

26/09/2018
Observatório da Governança das Águas - OGA
Acesse e conheça o OGA. O INSTITUTO ECOAR FAZ PARTE DESSE OBSERVATÓRIO TÃO IMPORTANTE NO TEMA.

26/09/2018
MUDANÇAS CLIMÁTICAS - Notícias
Para saber mais sobre as mudanças climáticas em curso, clique no link do material elaborado pelo Instituto ClimaInfo ( www.climainfo.org.br ), organização na qual a presidente do Ecoar participa como conselheira.

18/09/2018
Guias de EA da ESEC Caetés e RVS Gurjaú
Elaborados os Guias de Educação Ambiental da Estação Ecológica de Caetés e do Refúgio da Vida Silvestre Matas do Gurjaú.

17/09/2018
REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES DO INSTITUTO ECOAR PARA A CIDADANIA
Com base no MROSC, desde 2017 o Ecoar instituiu o Regulamento Interno de Compras e Contratações. Acesse o link.

13/07/2018
Exposições Fotográficas Itinerantes PE
Ecoar realiza exposições fotográficas sobre Unidades de Conservação em Pernambuco

14/03/2018
Fórum Mundial da Água e Fórum Alternativo Mundial da Água
O Instituto Ecoar que compreende a água como direito e não mercadoria, estará participando ativamente do Fórum Mundial da Água que acontecerá em Brasília de 18 a 22 de março, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães e também do Fórum Alternativo Mundial da Água – FAMA, que terá lugar na Universidade de Brasília de 17 a 22 de março e da Vila Cidadã no estádio Mané Garrincha. Acompanhe nossa agenda

30/01/2018
ECOAR, SENAES e REDE VERDE SUSTENTÁVEL
Conheça o projeto Fortalecer e Organizar os Catadores da Região Metropolitana de São Paulo. Clique aqui para visitar o site do projeto!



Veja todas as notícias